30 de out de 2010

NOS DESERTOS DA VIDA

“O que torna belo o deserto é que ele esconde um poço em algum lugar” – Saint Exupéry

Eu me lembro como se fosse hoje, de uma frase que disse no ano de 2007 enquanto dirigia (não é loucura da minha parte, mas às vezes falo sozinho): “Tudo me vai bem nesses últimos tempos. Que maravilha essa vida!”. Até me lembrei de Jó: "E sucedeu um dia, em que seus filhos e suas filhas comiam, e bebiam vinho, na casa de seu irmão primogênito, que veio um mensageiro a Jó, e lhe disse: Os bois lavravam, e as jumentas pastavam junto a eles;"
De repente... - Jó 1:13-14

Eita vida boa levava Jó e seus filhos! Até seu gado e seus jumentos viviam na “vida mansa”. Era a minha também.

Mas de repente, nuvens escuras sobrevieram, de modo que, enfrentei crises em todas as áreas da minha vida. Tudo ficou instável como se fosse areia movediça.
Eu não era Jó, mas entendia que era vontade de Deus que eu passasse por tudo aquilo.

Mas não é o simples entender que é vontade de Deus, que nos faz vencer as provações. Esse livro de Marcelo Aguiar me ajudou muito a prosseguir minha caminhada no deserto daquele ano. Alias, não só a mim, já que o emprestei para muitos amigos.

Dar-lhe-ei uma palhinha de um dos assuntos abordados pelo autor, para você perceber a riqueza deste livro.

Um dos assuntos é crise no casamento. Marcelo Aguiar faz uma analogia entre o casamento e aquele poço de Isaque em Gn 26. Lembra-se?
Os invejosos filisteus costumavam entulhar os poços nos tempos de Abraão, para que eles não prosperassem (ter água era ter prosperidade). Naquele posso entulhado, juntou todo tipo de praga, insetos e escorpiões que parecia não valer mais a pena. Mas um dia, Isaque resolveu remover todo o entulho e resgatar o poço. E o texto diz que feito isso, foi encontrado nada mais nada menos que água naquele poço esquecido. A água na analogia de Aguiar significa o amor, e apesar de todo o entulho jogado sobre um casamento, feito pelo casal ou por pessoas invejosas, quando há um desejo de resgatar um casamento, no fim do poço, o casal encontrará o amor. Diferente de uma novela global que diz que quando as coisas vão mal, melhor é o divórcio, porque acabou o amor.

Ele aborda sobre 10 desertos: Casamento em crise; Velhice; Enfermidade; Necessidade; Luto, Injustiça; Viuvez; Desilusão amorosa; Conflitos de gerações e Crise Espiritual.

Querido leitor... esse não pode faltar na sua estante!

Onde comprar? Shopping Betânia

27 de out de 2010

"O Jesus que eu nunca conheci" P. Yancey

O Jesus que eu nunca conheci – Philip Yancey

Querido leitor, o que vem à sua cabeça quando falamos de Jesus Cristo?
Basicamente pensamos: Ele é o Filho de Deus que veio ao mundo, morreu por nossos pecados e ressuscitou ao terceiro dia...não é!?
Philip Yancey, um renomado autor americano, em seu livro “O Jesus que eu nunca conheci”, consegue expressar profundamente e com clareza, as entrelinhas do que os evangelhos nos falam a respeito de Jesus Cristo.
Jesus é apresentado como humano, mas diferente dos outros seres humanos, um Jesus muito além da manjedoura, em Belém; e antes da crucificação, em Jereusalém. Nos mostra um Jesus querido e amado pelos seus discípulos, humilde, carismático, educado, alguém que foi capaz de atrair multidões com sua personalidade singular e seus ensinamentos,enfim um Jesus que viveu entre nós.
O livro é subdivido em três partes: "Quem Ele era", "Por que Ele veio" e "O que Ele deixou para trás". São envolventes fatos que autor narra, nos proporcionando diversos momentos de reflexão. É a magnitude dos propósitos de Deus sendo mais expandidos diante dos nossos olhos.

"Não há nada que façamos de melhor ou pior,que faça DEUS nos amar + ou -"

Que o amor de Cristo nos acompanhe.
Tenha uma boa leitura!

Adquira sua cópia aqui: http://philip-yancey.comprar-livro.com.br/livros/1857367108

Por: Ana Cláudia de Souza

22 de out de 2010

KIT LIVROS INFANTIS GRATUITO

Bom dia pessoal!

Quero aproveitar o espaço hoje apenas para dar uma dica, pra você que tem filho pequeno, irmãozinho, sobrinho enfim.

O Banco Itaú está com uma campanha muito legal de incetivo a leitura, digna de nossos elogios.
a campanha consiste na distribuição GRATUITA de livros de histórias infantis.
Interessante né.

Entrem no site e peça o seu kit. Incentiva a criança a ler desde cedo.

Abraço e bom fim de semana.

16 de out de 2010

Meu coração nas mãos de Deus - Sharon James

Olá, querido (a) leitor (a),


Em Mateus 28.18-20, Jesus nos dá uma árdua tarefa para com a multidão de filhos que ainda estão na escuridão das trevas e precisam ser chamados para a maravilhosa luz. São quatro ordens que não podem sair da mente do povo de Deus: Ide, fazei discípulos, batizando-os e ensinando-os a guardar.
Gostaria de dá uma atenção especial àqueles que têm manifestado desejo ardente no coração de trabalharem na tarefa missionária. Tenho muitos amigos e amigas cristãos que compartilham esse sonho comigo. E é para eles, especialmente, que recomendo o livro “Meu coração nas mãos de Deus: A vida de Ann Judson, na Birmânia”, de Sharon James – Ed. Fiel. De qualquer forma, o livro é recomendado a todos nós, visto que essa ordem (pregar o Evangelho) é para toda Igreja (e envolve todas as áreas da vida).
Ann Judson era a esposa de Adoniram Judson, e juntos, foi um dos primeiros casais americanos a encarar a vida missionária na Ásia do séc. XIX, fortemente marcada pela idolatria e violência. A vida deles foi de intensa perseguição cristã, mas também de muita esperança, pois o bom de ser cristão e passar por provações, é saber que uma vida gloriosa e livre do pecado nos está reservada no céu, onde Jesus e seu Pai trabalham até agora.
O livro serve de inspiração para todos quantos desejam viver uma vida de piedade e santidade reverentes a Deus. É de grande encorajamento para aqueles que desejam cumprir a ordem do Mestre de ir por todo mundo, pregando o Evangelho a toda criatura. Boa leitura!

13 de out de 2010

PORQUE PROSPERAM OS ÍMPIOS?

Esta semana me encontrei com um amigo e este não estava tão bem. Conhecendo superficialmente seu problema dei-lhe um conselho não tão específico, mas válido. “Em meio às lutas, tendemos a ver as coisas numa tonalidade cinza, embaçada. Fique perto dos amigos, pois nestes dias de cegueira, eles te ajudarão a, pelo menos, enxergar as coisas como elas realmente são”.
Isto influenciou o meu olhar sobre minha estante. Vi lá um título que muito ajudou na minha maturidade cristã, e quero compartilhar com vocês.

O Título “Por que prosperam os ímpios?” de D.M Lloyd Jones, parece de longe um tema para aqueles crentes mais fracos, que não aceitam a vontade de Deus, tão puramente e simplesmente.
Se você pensou assim, então me enquadrou neste grupo, juntamente com milhares de outros crentes e inclusive do salmista que é a inspiração deste livro. (Mas nós lhe perdoamos por isso, rs).

O Salmista é Asafe. Um homem como você e eu. Com seus questionamentos inquietantes sobre as “injustiças da vida”. Porque o homem mau vive em segurança, bons negócios, boa saúde, enquanto que o homem de Deus vive algumas vezes até na penúria? Se isso já lhe passou pela cabeça, sugiro de imediato, duas leituras: Salmos 73 e, logo em seguida, este livro: “PORQUE PROSPERAM OS ÍMPIOS?”.

Para mim, uma das grandes sacadas deste livro é a forma de resolver o conflito. Livro que não apresenta opções para dar cabo do problema, não é livro. Pode ser no máximo um fórum de discussão transcrito. Mas este mostra não apenas uma opção viável. Ele é certeiro, contundente.

Quando o salmista estava no ápice de sua crise, teve uma brilhante idéia: [...] entrei no santuário de Deus; então entendi eu o fim deles. Salmos 73:17.

Caro leitor, o que vem depois disto fica por sua conta, nessa excelente indicação de leitura.

9 de out de 2010

Em seus passos... O que faria Jesus?



Shalom leitores! Aqui vamos nos para nosso terceiro dia de publicação, convictos de que nosso Deus tem nos ajudado nesta obra que de alguma forma pode influenciá-los a crescer espiritualmente!! Meus caros, leiam leiam e leiam pois nao há deleite melhor do que adquirir conhecimentos e poder compartilha-los, ainda mais quando se tratam das coisas do Reino.
.................................................................................................................................................................


Ei, leitor! É voce mesmo! O que voce acha que Jesus estaria fazendo neste exato momento, se Ele estivesse em seu lugar? Certamente uma pergunta como essa poderia afetar a sua realidade, e sua motivação pela vida. Foi exatamente com essa pergunta que um bairro em Raymond, EUA, foi local de um dos maiores avivamentos espirituais da historia.
Escrito por Charles M. Sheldon, o livro “EM SEUS PASSOS... O QUE FARIA JESUS?”, narra a historia verídica do Rev. Henry Maxwell, pastor da Primeira Igreja Batista de Raymond, que desafiou as suas ovelhas a durante um ano não fazerem nada senão aquilo que acreditassem que, em seu lugar, Jesus faria. E para terem certeza de que obteriam a resposta correta, eles sempre questionavam a si mesmos: Em meu lugar, o que Jesus faria?
Essa maravilhosa leitura foi considerada a nona literatura mais vendida da historia e proporciona entretenimento, reflexão e desafios raramente encontrados na literatura cristã!



"Tudo por Jesus, tudo por Jesus,
Todo o meu ser foi liberto do pecado,
Todos os meus pensamentos, e todas as minhas ações,
Todos os meus dias, e todas as minhas horas.”


Para adquirir o livro visite o site: http://www.mundocristao.com.br/hotsites/emseuspassos/


por: ana claudia de souza

8 de out de 2010

O Peregrino

Olá! Primeiramente saúdo você por mais uma visita em nosso site. Nossa esperança é que cada contribuição dada sirva de encorajamento e edificação para sua vida espiritual. E, ainda, que o centro de nossas referências não seja, nunca, o antropocentrismo (homem no centro) e sim o cristocentrismo (Jesus Cristo no centro de todas as coisas). Soli Deo Gloria!
------------------

Hoje nós vamos falar sobre o segundo livro mais lido na história da literatura cristã. Perde apenas para a Bíblia (que foi indicada no post inaugural do nosso Baluarte Literário). É tão lido que ultrapassou os limites do cristianismo e foi bastante difundido na literatura secular, e, ainda, no ramo da cinematográfica. Então, estou falando de "O Peregrino", de John Bunyan.

O livro relata a história de Cristão. Um homem que caminha com um grande fardo em sua vida (pecado), num caminho difícil, para chegar a eternidade, que nós chamamos de glorificação. Não há leitor que não se identifique com Cristão, com certeza você também se identificará!

Em rápidas palavras, a biografia de Bunyan é marcada por anos de intensas tribulações. Desde a prisão até a agonia de assistir, da janela da prisão, sua filha, cega, mendigando o pão de cada dia. Um homem de Deus vivendo situações assim por causa do seu amor por Jesus, que grande legado e exemplo de como o cristão deve se portar deixou para nós!
Boa leitura pra você!
-------------------
Como adquirir o livro “O Peregrino” – Clique aqui
Por: Anninha

7 de out de 2010

Começando com a leitura certa.

.......................................................................................................................
Primeiramente quero dar boas vindas aos nossos leitores. Gostaríamos que todos se sentissem como em seu cantinho favorito de leitura. Porém, alertamos que arrancamos as placas de nossa biblioteca de "Matenha o Silêncio". Fique a vontade para comentar, dialogar conosco. Ficaremos felizes com a sua contribuição.
Obrigado pela visita. Volte Sempre!
............................................:::::::::::::::::::::::::............................................
“Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido.” Josué 1:8
Uma pesquisa realizada pelo instituto Pró-Livro neste ano, constatou uma leve melhora numa das maiores deficiências do brasileiro, a leitura. O brasileiro está lendo em média 3,4 livros por ano. Ainda é um dado muito longe do ideal, considerando o desperdício do tempo com outros entretenimentos.

Fonte: http://www.funarte.gov.br/portal/wp-content/uploads/2010/01/posts-literatura-201001-retratos.jpg

Não há dados oficiais de como se comporta o povo evangélico em relação a isso, mas creio que lê muito mais, por causa do ambiente em que este está inserido. Afinal, baseamos nosso viver em um livro.

Pois bem. Se boas indicações de livros podem contribuir para a elevação desses números, vai aqui minha primeira indicação.

Com muita justiça, o primeiro livro citado neste blog será a Bíblia Sagrada.
Não é por meros motivos dogmáticos. Não!

Há algo de mais especial neste livro. Livros cristãos fazem algumas citações uns dos outros. Isto é comum. Mas é regra que todos citem a Bíblia Sagrada.

Tenho em minha estante um livro chamado "O Código de Hamurabi". É um dos escritos mais antigos que formam um conjunto de leis. Mas lendo-o, é estranho como as noções de direito ficaram tão ultrapassadas, a ponto de nenhuma das leis deste livro serem reaproveitadas ou adaptadas. Pois a transformalção dos modos de vida da sociedade através dos tempos transformam também os seus princípios. Mas... mas esse livro, ele não perdeu em sua essência nenhuma palavra do que foi escrito. Até aqueles sacrifícios dos levitas. Como são tão atuais quando aceitamos o sacrifício de Cristo para salvação da nossa alma, faz tanto sentido! Isso dá à Bíblia proeminência em relação aos outros livros.

Desde o dia em que Deus orientou Josué dizendo “[...] medita nele de dia e de noite[...]”, talvez tenha se passado mais de 1 milhão 262 mil e 900 dias e noites (3.460 anos), e em nenhum dia ou noite nesse espaço de tempo, em que, qualquer leitor meditou nele, deixou de encontrar consolo, exortação ou até mesmo libertação.
E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. João 8:32

Caro leitor...
Leia um bom livro de vez em quando. Mas a Bíblia Sagrada... Medita nela de dia e de noite.
Ass: .¢℮ℓՖØ

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...